Você está em:

  1. Início
  2. Programação
  3. Eventos
  4. Marcelinho Pão e Vinho

Em Destaque Ver todas

Marcelinho Pão e Vinho

Entrada: Gratuita

HORÁRIOS

Ana Lídia Oliveira 

Comunicadora Social Audiovisual


Marcelino Pão e Vinho, “The Miracle of Marcelino”, é um longa-metragem religioso espanhol, datado de 1955, do diretor Ladislao Vajda. Baseado no famoso livro homônimo do escritor José María Sánchez Silva, o drama segue uma narrativa linear e comovente.

Em uma vila simples, “onde todos partilham alegrias e dores”, a comunidade celebra um dia de festa, em que todos os padres reunir-se-ão em comemoração. Menos um. Este faz visita a uma família em que uma criança se encontra debilitada. Mesmo sem o consentimento dos pais, no primeiro momento, o padre conta-lhe a história do menino Marcelino, e do milagre presenciado pelos monges cuidadores do pequeno.

Anos antes, um ataque havia deixado cidade em verdadeiro caos. O mosteiro, devastado pela guerra, foi reconstruído aos poucos, graças à ajuda de tantos. Quando do término, um bebê foi encontrado à porta do local. Deram-lhe o nome de Marcelino, o santo do dia. Os monges acolheram-no com muito carinho, depois de sabida da morte dos pais. Cada qual dos 12 homens foi incumbido de lhe educar: “Cada monge será como um pai e uma mãe a ele”.

Aos cinco anos, a criança era “robusta e esperta”. “Na maior parte do tempo, ele era tão bom quanto um pão”. Era como os monges, carinhosamente apelidados por “Irmão Biscoito etc.” pelo pequeno, definiam Marcelino. 

Tomado pelo medo, o menino arteiro decidiu se aventurar em um lugar em que foi avisado para não ir: o sótão do mosteiro. O medo deu lugar à curiosidade. Ele foi atraído para perto de uma estátua com um rosto que transparece amor. A presença do “novo amigo” aproximou Marcelino, que passou a visitá-lo com frequência, levando-lhe comida (pão e vinho), e cobertor para os dias mais frios. Uma voz grave perguntou ao menino: “Marcelino, você sabe quem eu sou?”. Ele respondeu: “O Senhor é Deus!”

Em um desses encontros, a “estátua” recebeu o pão e o vinho e, milagrosamente, concedeu ao pequeno o mais profundo desejo de seu coração: reunir-se com sua mãe e com a Mãe de Deus. Os monges acompanharam o momento de passagem que, mais tarde, trouxe à vila, centenas de pessoas que souberam do Milagre Marcelino.

Vencedor do prêmio de melhor Diretor no Festival Católico de Filmes Internacionais, Marcelino Pão e Vinho é um filme inspirador. O ator mirim, Mark Hernandez, é singelo e encantador na atuação. Com fotografia valiosa para a época, o drama encanta mesmo o espectador dos dias de hoje. Uma mistura de nostalgia e ternura invade as telas. Duração: 86 minutos. 

Poster de Marcelinho Pão e Vinho

Ficha técnica:

Diretor: Ladislao Vajda
História: José María Sánchez Silva
Roteiro adaptado: Ladislao Vajda
Realização: 24 de fevereiro de 1955
País: Espanha
Música original: Pablo Sorozábal
Edição: Julio Peña
Decoração: Antonio Simont
Desenho de costumes: Manuel Comba/ Eduardo de la Torre
Maquiagem: Roque Millán (assistente)/ Carmen Sánchez (estilista de cabelo)/ José María Sánchez (maquiagem)
Assistente de direção: Fernando Palacios
Som: Alfonso Carvajal/ Jesús Moreno
Câmera: Luciano Carreño/ Salvador Gil/ Antonio Luengo
Assistente de produção: Federico del Toro
Assistentes de religião: Antonio Garau/ Esteban Ibáñez


Elenco
Pablito Calvo … Marcelino
José Nieto … Comandante da Guarda Civil
Fernando Rey … Frade narrador
José María Oviés … Voz de Cristo (não-creditado)
Matilde F. Vilariño … Marcelino (voz da canção) (não-creditado)
Rafael Rivelles … Padre Superior
Antonio Vico … Frei Porta
Juan Calvo … Frei Açúcar
José Marco Davó … Pascoal
Juan José Menéndez … Frei Giles
Adriano Domínguez … Frade franciscano
Joaquín Roa … Frei Sino
Isabel de Pomés … Mãe
Carmen Carbonell … Alfonsa
Carlota Bilbao
José María Rodríguez
Rafael Calvo … Dom Emilio
Francisco Arenzana
Mariano Azaña … Frei Mau
Antonio Ferrandis … Frade franciscano
José Prada … Roque
Francisco Bernal
Julio F. Alymán … Estêvão
Rafael Cortés
Rosita Valero
Josefina Serratosa
Tina G. Vidal
Ena Sedeño
Blanca Sendino
Manuel Atalaya
Adolfo López
Rufino Inglés
Antonio Aullón
Joaquín Vidriales